E Asafe quase caiu


SALMO 73:1-28

"Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória"

Asafe era diretor de música nos dias de Davi e Salomão. Crente no Senhor, compôs 12 hinos que passaram a fazer parte dos Salmos. Da sua experiência com o Senhor, podia dizer "com efeito, Deus é bom" (v.1). Porém, durante uma fase de sua caminhada com o Senhor, enfrentou uma crise espiritual muito grande, a ponto de declarar "quase me resvalaram os pés; pouco faltou para que se desviassem os meus passos" (v.2). Como Asafe, você pode estar vivendo momentos de dúvidas e quem sabe até tenha pensado em se afastar dos caminhos do Senhor. Vendo o que levou esse levita à beira do precipício e como ele saiu de sua crise espiritual, você descobrirá que mesmo em meio a lutas, vale a pena servir ao Senhor.

Comecemos com os motivos que quase levaram Asafe à descrença.

I. ASAFE OLHOU PARA O HOMEM

O erro de Asafe foi deixar de olhar para o Senhor para analisar o que acontecia com as pessoas à sua volta. Ao fixar os olhos na experiência dos homens, tirou conclusões que o levaram para muito perto da apostasia.

1. Asafe invejou os descrentes, (v.3-12)

O próprio Asafe confessa que "invejava os arrogantes, ao ver a prosperidade dos perversos" (v.3). O que ele viu nos seus dias é a mesma coisa que você vê ao reparar no estilo de vida dos descrentes de hoje. Os descrentes viviam sem preocupações com doenças, "o seu corpo é sadio e nédio" (v.4). Além disso, "não são afligidos" (v.5). A conseqüência dessa vida despreocupada é "a soberba que os cinge como um colar, e a violência que os envolve como manto" (v.6). Chegam a blasfemar, "contra os céus desandam a boca, e a sua língua percorre a terra" (v.9). Asafe também notou que os descrentes geralmente são pessoas populares. Quanto mais ímpios forem, mais "o seu povo se volta para eles e os tem por fonte de que bebe a largos sorvos" (v.10). Ao invés de serem castigados, os descrentes, estão "sempre tranqüilos, aumentam suas riquezas" (v.12). Isso deixava Asafe arrasado.

Mas então, ele volta sua atenção para os crentes. E o que ele percebeu, não o fez sentir-se melhor.

2. Asafe lamentou a sorte dos crentes (v.13-14)

Olhando para si mesmo, ele concluiu tristemente que "inutilmente conservei puro o coração e lavei as mãos na inocência" (v.13). A sua avaliação era de que a santidade não compensava, pois apesar de manter-se fiel "de contínuo sou afligido e cada manhã, castigado" (v.14). Talvez você tenha chegado à mesma conclusão de Asafe, de que enquanto os descrentes prosperam no mundo, os crentes vivem uma vida de aflição. Quem sabe você concorda que quanto mais se consagra, mais dificuldades enfrenta.

Antes de prosseguir, gostaria de dizer que você e Asafe não estão sozinhos. Cada um em seu tempo, tanto Jó, Davi, Isaías, Jeremias, Habacuque, Paulo como muitos outros observaram que poucos ricos serviam a Deus e no entanto pareciam prosperar cada vez mais. Enquanto que os crentes eram, nas palavras de Paulo, a "escória do mundo". Cada uma dessas pessoas reagiram a seu modo diante disso. A reação de Asafe quase o levou para longe da fé. E a sua? Qual a sua reação diante da prosperidade dos descrentes e do seu sofrimento?

II. ASAFE TORNOU-SE AMARGURADO

A reação de Asafe, como dissemos, quase o levou para fora do arraial da fé. Ele se tornou um crente amargurado com o que via à sua volta e dentro de si.

1. Não conseguia compreender, (v.16)

Primeiro, ele não conseguia compreender como as pessoas descrentes viviam melhores que os crentes. Nas suas palavras, "em só refletir para compreender isso, achei mui pesada tarefa para mim" (v.16). Quanto mais pensava sobre o assunto, mais angustiado ficava. Como poderia um Deus justo deixar impune o perverso e diariamente submeter os crentes a uma disciplina rígida? Isso não entrava na cabeça de Asafe.

2. Não conseguia falar (v.15)

Como um líder na congregação, Asafe não podia compartilhar suas dúvidas com seus companheiros, pois poderia semear a dúvida em seus corações. Aquilo que esmagava o seu coração não podia ser divido com outros, que poderiam desviar-se. Asafe até pensava em se abrir com alguém, mas então pensava que isso seria trair a fé de seus irmãos. Dizia ele, "se eu pensara em falar tais palavras, já aí teria traído a geração de teus filhos" (v.15). É bom destacar que a atitude de Asafe foi louvável, pois visava poupar a fé de irmãos mais fracos. Porém, ao se calar, foi cada vez mais consumido pela dúvida.

3. Não conseguia aceitar (v.21-22)

Asafe não conseguia aceitar em seu coração essa situação. A amargura invadiu a sua alma. Mais tarde ele descreveria a sua situação nas seguintes palavras "quando o coração se me amargou e as entranhas se me comoveram, eu estava embrutecido e ignorante; era como um irracional à tua presença" (v.21-22). Você já veio alguma vez ao culto e de tão angustiado não conseguiu sentir a presença de Deus? Ao invés de prestar atenção ao que era ministrado, ficava remoendo sua situação? Então você entende como Asafe se sentia. Ele estava se tornando insensível às coisas de Deus.

Mas então aconteceu algo que o tirou da situação em que se encontrava. Preste atenção, pois é isso que precisa acontecer com você, para que todas as dúvidas se dissipem e você possa se regozijar na presença de Deus.

III. ASAFE ENTROU NA PRESENÇA DE DEUS

Até quando durou a crise espiritual de Asafe? Ele nos responde: "até que entrei no santuário de Deus" (v.17). Como ministro do louvor, é certo que ele estava sempre no templo. Porém, dessa vez, ele realmente se colocou diante de Deus. Ao invés de ficar olhando para o estilo de vida dos ímpios, olhou para o Senhor. Ao invés de procurar uma explicação racional para seu sofrimento dentro de si, voltou sua atenção para o seu Deus, e então as coisas se desanuviaram. Não é comparando a vida do descrente com a vida do crente que você encontrará as explicações que procura, mas colocando-se aos pés do Senhor, para aprender de Suas palavras.

1. Compreendeu o fim dos descrentes, (v.17-20; 27)

Após entrar no santuário, Asafe disse "atinei com o fim deles" (.v17), referindo-se aos descrentes. Até então, Asafe tinha reparado apenas na situação presente dos ímpios, mas agora o Senhor lhe mostrava o fim deles. Aparentemente seguros, na verdade os ímpios viviam sob um perigo mortal, pois "Tu certamente os pões em lugares escorregadios e os fazes cair na destruição" (v.18). Deus não os deixará impunes em sua iniquidade, mas "ficam de súbito assolados, totalmente aniquilados de terror!" (v.19). Embora a sua prosperidade pareça nunca acabar "como ao sonho, quando se acorda, assim, ó Senhor, ao despertares, desprezarás a imagem deles" (v.20). Deus não esqueceu nem relevou a maldade dos ímpios, mas os está reservando para o dia do juízo, quando então terão a retribuição de sua maldade. Asafe comprendeu então que a longanimidade do Senhor não deve ser confundida com injustiça, pois "os que se afastam de ti, eis que perecem; tu destróis todos os que são infiéis para contigo" (v.27)

2. Descobriu a segurança dos crentes, (v.23-26; 28)

Porém, a maior descoberta de Asafe não foi saber como os ímpios acabam, mas como os justos permanecem para sempre. Ele lembrou-se de algo que só o crente pode dizer: "todavia, estou sempre contigo, tu me seguras pela minha mão direita" (v.23). Em meio ao sofrimento, o crente não está sozinho nem desamparado. Na estrada íngrime da fé, só o crente pode dizer "Tu me guias com o teu conselho e depois me recebes na glória" (.24). Ao pensar nessas verdades, Asafe só podia exclamar "quem mais tenho eu no céu? Não há outro em quem eu me compraza na terra" (v.25). Ah! meu irmão, Deus te basta! O Senhor te é suficiente! Se você tem Deus no céu e se deleita dele na terra, então nem a maior prosperidade dos ímpios nem o maior sofrimento irá te tirar a alegria da salvação! O segredo que Asafe descobriu é que "ainda que a minha carne e o meu coração desfaleçam, Deus é a fortaleza do meu coração e a minha herança para sempre" (v.26).

O que é melhor, possuir todas as riquezas do mundo ou viver na presença de Deus? Depois de encontrar-se com Deus no santuário, Asafe não teve mais dúvidas: "quanto a mim, bom é estar junto a Deus; no Senhor Deus ponho o meu refúgio, para proclamar todos os seus feitos" (v.28). Você trocaria uma vida na presença de Deus e uma eternidade na glória por prosperidade material na terra e uma eternidade no inferno? Tenho certeza que não, logo, não há motivo para você duvidar da bondade de Deus e menos ainda para invejar a sorte dos que seguem a maldade.

CONCLUSÃO

Agora eu preciso falar de uma coisa muito séria. O que Asafe fez foi muito grave, pois quase o mergulhou na descrença. Mas foi ainda mais grave porque colocou em dúvida a bondade e a justiça de Deus. Se você, como ele, pensava que Deus agia de forma errada ao permitir que os ímpios prosperassem enquanto os crentes eram afligidos, também pecou contra o Pai. Por isso, precisa pedir perdão ao Senhor. Faça isso agora. E na mesma oração, confesse a Deus que Ele é teu socorro no céu e alegria na terra, e que tendo Ele em sua vida, nada lhe fará falta. Oremos a Deus.
Soli Deo Gloria
Sermão preparado para ser entregue na Igreja O Brasil para Cristo em Medianeira.

Se preferir, ouça a narração deste texto, feita pelo Audível.Com.


41 comentários:

  1. Oi Clovis,

    esta esperiência de Asafe é mesmo tão comum a nós crentes e descrentes. Bom estudo!

    Obrigado por visitar nosso teologia livre.

    O Vítor deixou-nos um bom estudo lá, não é?!

    Saudações fraternas,

    Roger

    ResponderExcluir
  2. Caro irmão Clóvis, a paz do Senhor.

    Uma ótima análise sobre a vida de Asafe. Parabéns pelo blog e pelo apoio para com o nosso.

    Acabei de incluir seu blog na lista ed indicados do meu.

    É sempre bom vermos blogs sérios e ortodoxos em defesa da Palavra de Deus.

    Forte abraço!

    Anchieta Campos

    ResponderExcluir
  3. Belíssimo e abençoado estudo da Palavra!!!

    Um abraço fraternal e continue na abundante Graça!

    ResponderExcluir
  4. Roger,

    Obrigado pela sua visita e seus comentários. É difícil olhar em volta e para a própria vida e não se sentir um Asafe. Mas também é inevitável que quando olhamos para Deus e Sua Palavra sejamos firmados em nossa fé e alegrados em nosso coração pela fidelidade de Deus.

    Estou indo de novo para o teologia livre.

    ResponderExcluir
  5. Anchieta,

    Paz seja contigo e obrigado por indicar este blog.

    Quando li "a primeira vez" (sabe, tem passagens na Bíblia que a gente lê várias vezes até ler de fato a primeira vez), fui impactado. Então reli várias vez e Deus falou ao meu coração e ainda fala. Por isso resolvi pregar sobre a mesma, pois estaria falando não apenas da experiência do Asafe, mas da minha e certamente da de muitos dos ouvintes.

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
  6. bem colocada essas palavras sobre o levita Asafe,

    que Deus continue iluminando o irmão com palavras tão Edificante como essa. fk com Deus e a Paz do Senhor.

    Zé Luiz.

    ResponderExcluir
  7. Zé Luiz,

    muito obrigado pela sua visita e por seu comentário motivador.

    Soli Deo Gloria

    Clóvis

    ResponderExcluir
  8. que maravilha é esta reflexão, pra sima alta ate tocar aos cèus,e embaixo firme como um aliçersse.ass; Vital Teotônio; BLOG; VOZ QUE CLAMA NA WEB.

    ResponderExcluir
  9. Vital,

    Obrigado pela sua visita e seu comentário. Que Deus te abençõe cada vez mais.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  10. Muito bom esse estudo sobre Asafe. Foi exatamente o que estava sentindo. Pois precisava de um fortalecimento espiritual e Reconhecer assim como Asafe que a graça do Senhor nos basta. Amém irmãos e a Paz do Senhor seja convosco em todo o tempo.

    Juliana A.

    ResponderExcluir
  11. Juliana,

    Fico muito feliz que o texto tenha lhe ajudado. E que o Senhor sempre te fortaleça e te sustente com Sua graça.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  12. muito bom q senhor jesus continua abençoando a sua vida presbítero. valdemir da igreja evangélica ministério getsêmane do rio de janeiro fica na paz ........

    ResponderExcluir
  13. Mais uma vez a predestinação esbarra na verdade:
    Você trocaria uma vida na presença de Deus e uma eternidade na glória por prosperidade material na terra e uma eternidade no inferno?
    Quando vcs fazem esse tipo de pergunta deixam claro que a pessoa pode escolher (Voce trocaria)
    entre seguir a Deus ou seguir uma vida profana.
    Por mais que preguem a predestinação, acabam esbarrando na verdade, que é o livre-arbitrio.
    Apesar do termo não existir na biblia é muito claro e obvil que podemos escolher entre servir a Cristo ou servir a satanas.
    A historia de Asafe deixa bem claro isso, e mais ainda hoje que vemos jovens que estão nas igrejas, mas almeijam estar la fora numa vida de promiscuidade, e pior, muito escolhem a segunda opção.
    Resumindo, todos nós fomos predestinados a salvação( nisso eu acredito), mas eu tenho a escolha de servir ao Meu Deus ou não.

    ResponderExcluir
  14. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  15. Não negamos que o homem faça escolhas e que tais escolhas são livres no sentido de que nada fora deles os impele a decidir entre uma ou outra opção.

    Mais, cremos e afirmamos que o homem não apenas tem escolha como tem o dever de escolher a Cristo, o Senhor.

    Agora você está pensando: "num tô intendeno!". Obvil (sic), você não parou para pensar no assunto. Mas obvil (sic, sic) ainda: não se rendeu ao que a Bíblia diz.

    Pois que o homem tem escolha é aceitável, que ele deve escolher a vida e não a morte é fato bíblico. Mas que ele é capaz de fazer isso sem a ação decisiva da graça, são outros quinhentos.

    Clóvis

    PS1.: Estou esperando sua resposta no outro comentário.

    PS2.: Excluí o comentário acima por erro grosseiro.

    ResponderExcluir
  16. Clovis, vc disse: "Pois que o homem tem escolha é aceitável, que ele deve escolher a vida e não a morte é fato bíblico. Mas que ele é capaz de fazer isso sem a ação decisiva da graça, são outros quinhentos."
    Na primeira frase concordo contigo completamente.
    Ja na segunda, não posso concordar, sabe por que?
    Porque a "ação decisiva da graça" age naqueles que buscam a Deus. Da forma que vc coloca o assunto da a entender que Deus escolhe de forma aleatória, e isso é uma mentira. Deus da a oportunidade a todos.
    Vc mesmo afirma no comentario acima que o homem deve ESCOLHER a vida e nao a morte, e mais, vc afirma que é fato biblico. Logo, se é fato biblico, que o homem deve ESCOLHER a vida e não a morte, a predestinação cai por terra, pois o homem é livre pra escolher, logo o livre-arbitrio, é real ( apesar do termo não existir na biblia).

    Se houve algum erro grosseiro,(PS2.: Excluí o comentário acima por erro grosseiro) te peço desculpas.
    Mas Deus ao escrever a biblia fez questão de deixar nas escrituras os erros , e mais, deixou tbm o conselhos de como não errar mais. Acho que deveria fazer o mesmo, afinal como vou saber onde errei se vc apagou o comentario, e nem se quer vc disse onde eu errei.
    No mais, vou continuar acompanhando o debate, e gostaria que não apagasse o comentario, mas me mostrasse onde errei.

    Forte abraço e fica com Deus!!!

    ResponderExcluir
  17. Asafe significa apoderado por Deus.
    E você já foi apoderado por Deus?
    tome uma atitude adore ao Senhor e seja apoderado por Deus,
    a adoração é o único caminho para sermos apoderados por Deus.

    ResponderExcluir
  18. lindo trabalho!
    Parabens que a benção de Deus esteja sobre a vida de quem fez esse estudo e com a coordenaçao do blog.

    ResponderExcluir
  19. Amém, anônimo.

    Preciso sempre da graça de Deus.

    Clóvis

    ResponderExcluir
  20. Maravilhoso esse estudo. Deus abençõe.

    ResponderExcluir
  21. Olá, gostei muito da mensagem sobre Asafe, me inspirou muito num momento de tristeza espiritual que estou passando, ou melhor dizendo estava até ler este artigo. Agradeço de coração.
    Agora se vc puder me ajudar eu serei muito grato. Eu criei um blog recentimente e estou a procura de um |Templaste| legal e gostei do seu, é possivel vc me passar o link para eu fazer o download dele, também tenho a finalidade de Pregar pela WEB e ficaria muito grato se vc me ajudasse me dando esta força. meu e-mail é: mikael.k@advir.com. Um abraço!

    ResponderExcluir
  22. Mikael,

    Deus seja louvado. Fico feliz que o artigo lhe tenha sido útil.

    Sobre o template, não sei o link, pois foi um irmão que instalou para mim. Vou lhe enviar o email dele por email.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  23. Obrigado amigo por seu estudo,pois navegando pela internet encontrei seu blog ao qual gostei muito,pois estava passando exatamente por esses problemas de asafe.
    Estava ,não questionando Deus mas olhando para os descrentes porque prosperam tanto e nos que temos um Deus que tudo pode tem vivido uma vida de tanto sofrimento.
    mas eu posso dizer com certeza que foi por alguns momento mas minha alma se entristeceu grandemente,ate que entrei na presença do Senhor e Chorei muito na sua presença,pois meus pensamentos não conseguia nem se quer pensar no assunto pelo qual estava passando.
    Mas nem toda riqueza desse mundo mesmo, nao pode roubar nossa alegria eu aprendi que aquilo que parece maldiçao para nos Deus pega e transforma em benção apartir do momento que eu me coloquei diante do Senhor e descansei Nele e creio que no tempo de Deus eu terei a resposta pela qual tanto busco....
    Obrigado irmão

    ResponderExcluir
  24. Cecília,

    O objetivo do texto é glorificar a Deus e ajudar aqueles que experimentam momentos de questionamentos diante do Senhor. E quem de nós não passa por momentos defiíceis?

    Se o artigo lhe serviu, fico muito feliz.

    Em Cristo,

    Clóvis

    ResponderExcluir
  25. Deus é Deus. Ele é firme e sempre sera por isso não podemos olhar nem para direita nem para a esquerda. E sim firma na Rocha que é Cristo Jesus.

    ResponderExcluir
  26. Essa é minha grande duvida, tenho me submetido a uma busca grande e constante com Deus, entretanto, percebo que quanto maior minha aproximação com ele, minhas aflições e necessidade aumentam, hj vivo um perido de desemprego grande, tenho familia pra sustentar e não encontro saida... não estou procurando riquezas mais sim um maneira de sustento de minha familia...,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não posso falar com segurança, apenas sugerir uma análise de sua parte. Será que não é o contrário? Quanto mais suas aflições e dificuldades aumentam, mais você busca a Deus e procura viver a vontade dEle?

      De qualquer modo, oramos para que Deus abra as portas de emprego para você. Mas mantenha-se fiel, e medite no Salmo 73.

      Que o Senhor o abençoe.

      Em Cristo,

      Clóvis

      Excluir
  27. bom estudo ao menos é aberto sem restriçoes e nao adultera sorrateiramente a escritura como eu tenho visto por ai peseudos entedidos falarem sobre asafe.continue sempre assim sem se de4sviar da verdade

    ResponderExcluir
  28. boa noite, eu gostaria de saber em que livro da biblia esta a historia de asafe.. nunca encontrei sozinha e tenho curiosidade de ler na biblia... adorei o texto! :*

    ResponderExcluir
  29. boa noite, eu gostaria de saber em que livro da biblia esta a historia de asafe.. nunca encontrei sozinha e tenho curiosidade de ler na biblia... adorei o texto! :*

    ResponderExcluir
  30. A passagem bíblica está indicada logo abaixo da imagem: Salmo 73.

    Em Cristo,

    ResponderExcluir
  31. Excelente mensagem!

    Muitas vezes nos encontramos na situação de Asafe, mas Deus, através de Sua graça, nos possibilita ver que melhor do que qualquer benção material é a dádiva da salvação em Cristo.

    Parabéns pelo post.

    Paz

    ResponderExcluir
  32. 1 CORINTIOS 10 V 13 ,DEUS NAO NOS DÁ UMA PROVA QUE NAO AGUENTAMOS SUPORTAR,O QUE EU ACHO MAIS INTERESSANTE NA VIDA DE ASAFE E QUE ELE ABRE O SEU CORAÇAO PARA DEUS E EXPOE TUDO AQUILO QUE ELE ESTA PENSANDO E FALA QUE INUTIL E SERVIR A DEUS ,QUE OS HOMENS MAUS SE DAO BEM NA VIDA E VIVEM UMA VIDA FARTA ,ENQUANTO ELE SERVINDO NO ALTAR DO SENHOR ESTAVA VIVENDO UMA VIDA NA DESGRAÇA E NADA DAVA CERTO PARA ELE ,ATÉ QUE ELE ENTRA NO SANTUARIO DO SENHOR DEUS FALA COM ELE V 18 E O MAIS INTERESSANTE QUE ELE INTENDE OS PROPOSITOS DE DEUS NA VIDA DELE E ELE FALA A QUEM EU NO CEU SENAO A TI ?E NA TERRA NAO HA QUEM EU DESEJE ALEM DE TI V 28 MAS PARA MIN BOM E APROXIMAR-SE DE DEUS,PUS A MINHA CONFIANÇA NO SENHOR DEUS,PARA ANUNCIAR TODAS AS SUAS OBRAS...

    ResponderExcluir
  33. Para quem crê no "Livre-arbítrio " do homem, como o "Anônimo" um pouco mais acima, eis a questão: Porque você não usa o seu "livre-arbítrio" para nunca mais pecar... Isto mesmo, pare de pecar agora.

    Amados, aproveitemos o meio da internet para buscarmos o que se diz nas doutrinas da graça, na fé reformada , no calvinismo, entre outros nomes dados à Sã doutrina, acerca da depravação total, e consequentemente acerca dos 5 pontos do calvinismo. E com a Bíblia aberta, e com reverência à ela como a Palavra de Deus, examinemos as Escrituras...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Marcus,

      Parece que o livre-arbítrio não funciona bem assim. Ou não funciona bem. Só serve para pecar.

      Em Cristo,

      Excluir
  34. QUE PALAVRAS DE VIDA,JÁ FIZ AULAS NA EBD PARA OS JUNIORES SOBRE ASAFE E TAMBÉM APRENDI MUITO. VOU ARQUIVAR O SERMÃO PQ É MUITO LINDO, GLÓRIA DEUS!
    DEUS ABENÇOE.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Soli Deo Gloria!

      Que o Senhor continue te usando para instruir o meninos na Palavra de Deus.

      Em Cristo,

      Excluir
  35. Shallon Adonai amados

    Gostaria muito que me ajudassem a encontrar a historia completa de Asafe no livro dos Reis ñ apenas em Salmos!

    Agradeço muito desde já!

    Que o Senhor continué os abençoando abundantemente!!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro irmão,

      Neste link você encontra as referências à Asafe na Bíblia: http://www.bibliaonline.com.br/acf/busca?f=ot&q=Asafe

      Espero ter ajudado.

      Em Cristo,

      Excluir
  36. Excelente reflexão, Clóvis, muito obrigada! (Incrível sua paciência com determinados comentários grosseiros, que Deus continue o abençoando e capacitando).

    ResponderExcluir

"Se amássemos mais a glória de Deus, se nos importássemos mais com o bem eterno das almas dos homens, não nos recusaríamos a nos engajar em uma controvérsia necessária, quando a verdade do evangelho estivesse em jogo. A ordenança apostólica é clara. Devemos “manter a verdade em amor", não sendo nem desleais no nosso amor, nem sem amor na nossa verdade, mas mantendo os dois em equilíbrio (...) A atividade apropriada aos cristãos professos que discordam uns dos outros não é a de ignorar, nem de esconder, nem mesmo minimizar suas diferenças, mas discuti-las." John Stott

Sua leitura deste post muito me honrou. Fique à vontade para expressar suas críticas, sugestões, complemetos ou correções. A única exigência é que seja mantido o clima de respeito e cordialidade que caracteriza este blog.